domingo, março 16, 2008

Orchid spot I - revisited

Já passou algum tempo e, a expectativa de encontrar finalmente as Scilla peruviana em floração, fez-me deslocar a este "spot" perto de Lousa.

Desta vez fiz a aproximação a partir de Montemuro, pelo que tive oportunidade de observar, com detalhe, os impactos de construção de eólicas nestas terras. O alargamento de estradas e a deposição de inerte são os principais, que poderia ser facilmente evitados, com medidas de controle fáceis de implementar, para além da área de inserção da estrutura (uma brutalidade de espaço!). Hei-de voltar a este tema com mais vontade (exemplos de más práticas abundam para estes lados).
Voltando às plantas. Acertei com a floração da Orchis conica em todo o seu esplendor.
Desta vez eram inúmeras as que se avistavam. A variação na cor e forma do labelo continua a intrigar-me e, julgo, seria muito interessante trabalhar estas populações para verificar diferenças com mais precisão.

São plantas pequenas, raramente atingem mais de 15cm de altura, mas são inconfundíveis com a sua inflorescência "conica" que, salpica or ervados de branco e rosado. Apesar de não produzirem populações muito densas dão o seu espectáculo.

Outra espécie que tem nesta data um óbvio aumento de exemplares visíveis é a Aceras anthropophorum. É inclusivamente a espécie mais abundante formando populações densas.




Entre as rochas, acabei por observar a 1ª Cephalantera longifolia do ano. Estava num buraco num bloco de calcáreo, pelo que não a fotografia não tem grande qualidade. Fica o registo.


Quanto às Scilla peruviana. Bom. Ficam para a próxima visita, pois ainda não estavam floridas em pleno.

1 comentário:

Maria Avelino disse...

Boa noite , Paulo

Hoje resolvi ir espantar a neura de uma semana de trabalho aí para os seus lados.

Andei por esta zona e encontrei umas especies muito interessantes.
Tres das quais ainda não consegui identificar.
~
Obrigado pelas sugestões